Herunterladen

Entfernung

14,81 km

Höhengewinn

705 m

Schwierigkeitsgrad

Schwer

Höhenverlust

1.841 m

Max. Höhe

2.441 m

Trailrank

74 5

Min. Höhe

924 m

Trail Typ

Einfach

Zeit

8 Stunden 38 Minuten

Koordinaten

2131

Hochgeladen

8. Juli 2020

Aufgezeichnet

Juli 2020
  • Rating

     
  • Information

     
  • Einfach zu folgen

     
  • Landschaft

     
Klatsche als Erster
2 Kommentare
 
Teilen
-
-
2.441 m
924 m
14,81 km

angezeigt 450 Mal, heruntergeladen 13 Mal

bei Cordiñanes, Castilla y León (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"


TORRE SALINAS (2447m)

Iniciamos a nossa atividade no Refugio do Collado Jermoso, local da pernoita. Desde o Refúgio de Collado Jermoso seguimos o PR-PNPE 32 Collado Jermoso-Pandetrave, o caminho das Colladinas onde avançamos claramente, até ao desvio à esquerda para Torre de La Palanca e Torre del Llambrión, que ignoramos, para continuar ao longo da encosta ganhando altura até à primeira colina. O trilho continua superando pequenas colinas até Las Colladinas.

Nas Colladinas (waypoint) descemos ligeiramente à esquerda para logo seguir pela direita, ignorando o caminho que tem marcas vermelhas à esquerda para Collada Ancha. Atenção: neste ponto vemos três caminhos, um mais à esquerda que segue por pedreira para Collada Ancha e outros dois entre relvado mais à direita, destes dois últimos escolhemos o da esquerda, mais direto e com marcas brancas e amarelas.

O trilho continua a perder altitude, deixando o Lago Cimero (agora seco) à esquerda, seguimos pelo Sedo de La Padierna tendo como orientação Vega de Liordes, que se avista bem lá ao fundo. Passamos pela placa de orientação para Colladina de Las Nieves, que ignoramos, para iniciar a íngreme descida para a borda de Vega de Liordes onde encontramos um indicador com vários PR`s. Seguimos a direção de Remoña.


Camiño Remoña - Panorama de Las Colladinas, Hoyo de Los Lagos, Torre Blanca, Torre del Llambrión...

Agora, o caminho deixa a borda de Vega de Liordes e segue a meia encosta em direção ao Alto do Canal de Pedabejo, sempre com magnificas vistas da Vega de Liordes, passamos pelo Collado de Padierna até convergir com o PR-PNPE 25 Vega de Liordes, que sobe da “Vega”. O trilho continua a subir, passamos por uma cancela de madeira e 100 metros depois encontrávamos, à direita do trilho, “hitos/jitos”, as mariolas que marcam o inicio da ascensão à La Torre Salinas.

A ascensão a Torre Salinas, sem ser complexa, atravessa um terreno um pouco desconfortável de calcário com pedra solta e com varias rochas que temos de trepar. Dois dos elementos do grupo optaram por não realizar a ascensão e ficar à nossa espera na base. Deixamos as mochilas com eles e seguimos os “hitos/jitos” que nos levam a um canal com certa inclinação e com muita pedra solta, onde começa a parte difícil da subida. Subimos o canal pelo lado esquerdo, junto à sua parede que nos ajudava a ter apoios para vencer as zonas mais inclinadas e difíceis de passar.

Depois de passar pedra solta suficiente, deixamos o canal por uma saída à esquerda. Essa passagem é um tanto perigosa devido à possibilidade de queda de pedras, além disso, é preciso usar as mãos para superar esse troço, mas, em geral, são seções simples. Posteriormente, seguimos por nova trepada à direita que nos levará à cordilheira superior, seguimos para a face sul, com algumas passagens mais aéreas para chegar ao topo.

Chegamos ao cume de Torre Salinas (2447m). Fizemos uma pausa no cume para fotos e desfrutar da envolvente. Maravilhosa paisagem ao nosso redor, de frente para a Vega de Liordes, os seus diferentes cumes: Torre del Llambrión (2647m), Torre de La Palanca (2609m), Pico de Padiorna (2314m), o refúgio Diego Mella (Collado Jermoso), Peña Vieja (2619m), El Cable e Posada de Valdeón, além da montanha Palentina.


Panorama desde Torre Salinas (2447m)

A descida foi pelo sentido inverso com cuidado para não escorregar, seguimos os “hitos/jitos” até alcançarmos novamente o caminho do PR-PNPE 25, onde estão os restantes elementos do grupo e as nossas mochilas. Aproveitamos o local para fazer a pausa de almoço e recuperar forças para o resto da jornada.

Depois da merecida pausa de almoço, reconfortado pelo café, seguimos caminho para o Alto de La Canal, onde ignoramos o caminho à esquerda, que segue para o Canal de Pedabejo, seguimos pela direita em direção ao Alto del Sedo de Remoña (2020m), de frente para as paredes verticais e polidas do Tiro de Pedabejo. Atravessar o Sedo de Remoña é muito mais rápido que contornar por Pedabejo, apesar de ser um caminho aéreo esculpido nos contrafortes rochosos avermelhados (aparentemente inexpugnáveis) não exige nada além da cautela lógica inerente a qualquer passagem aérea e íngreme. O caminho segue, cada vez mais íngreme, por Sedo de Remoña até alcançarmos a Majada de Remoña aos 1810 metros, localizada no sopé das paredes da Torre Salinas.

Na Majada reabastecemos água na Fuente de Pedabejo (ou Fuente de Las Joyas de Pedejo) e seguimos em direção a Cabén de Remoña, antigo porto que comunicava Valdeón com Liébana ("cabén" significa colina), pode ser alcançado pela trilha que sai de Pandetrave, pelo caminho que sobe de Cañabedo ou de Posada de Valdeón.

Desde Cabén de Remoña seguimos o PR-PNPE 15 Senda del Mercadillo. Esta rota percorre o que era conhecido como caminhos do mercado, estradas usadas pelos moradores de Valdeón para participar em feiras e mercados de gado na região vizinha de Liébana. O percurso tem um enorme valor cênico, pois tem vistas imbatíveis dos vales de Valdeón e Camaleño.


Senda del Mercadillo

A Senda del Mercadillo percorre a zona de Cifuentes, atravessa o Arroyo de Piedras Negras, até alcançar o Collado Peranieve aos 1587 metros de altitude. Vamos perdendo progressivamente altitude, passamos por duas fontes naturais antes de alcançar o Collado de Mata Prada aos 1200 metros. As vistas são magníficas em qualquer ponto do caminho, com destaque para o contraste das formações calcárias dos Picos da Europa com as rochas siliciosas das montanhas da Cantábria.

Por fim, chegamos a Posada de Valdeón, onde finalizamos este trilho.

FICHA TÉCNICA
Realização: julho 2020
Percurso: Refúgio Collado Jermoso - Las Colladinas - Vega de Liordes - Torre Salinas - Sedo de Remoña - Majada de Remoña - Cabén de Remoña - Collado Peranieve - Posada de Vadeón
Distancia: 14,8 km
Duração: 8h38min
Tempo em movimento: 4h20min
Tempo parado: 4h18min
Movimento médio: 3,41kms/h
Acumulado positivo: 854m
Acumulado negativo: 1985m




Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Wegpunkt

REFUGIO COLLADO JERMOSO

Wegpunkt

DESVIO LLAMBRIÓN Y LA PALANCA

Wegpunkt

LAS COLLADINAS

Wegpunkt

DESVIO COLLADINA DE LAS NIEVES

Wegpunkt

DESVIO REMOÑA (BORDA VEGA DE LIORDES)

Wegpunkt

COLLADO DE PADIERNA

Wegpunkt

CANCELA MADERA

Wegpunkt

DESVIO TORRE SALINAS

Wegpunkt

TORRE SALINAS

Wegpunkt

DERECHA REMOÑA

Wegpunkt

ALTO DEL SEDO DE REMOÑA

Wegpunkt

SEDO DE REMOÑA

Wegpunkt

MAJADA DE REMOÑA

Wegpunkt

CABÉN DE REMOÑA

Wegpunkt

SENDA DEL MERCADILLO

Wegpunkt

ARROYO DE PIEDRAS NEGRAS

Wegpunkt

COLLADO PERANIEVE

Wegpunkt

FUENTE

Wegpunkt

REFUGIO

Wegpunkt

FUENTE NATURAL

Wegpunkt

LA MATA PRADA

Wegpunkt

POSADA DE VALDEÓN

2 Kommentare

  • Foto von Pablo de Gárate

    Pablo de Gárate 30.07.2020

    Bonita ruta. Muchas gracias por compartirla.
    Un gran abrazo

  • Foto von Caminhantes

    Caminhantes 30.07.2020

    Hola Pablo de Gárate!
    Gracias por tu comentario y valoración.
    Saludos.

Du kannst oder diesen Trail